sexta-feira, 29 de junho de 2012

Post 30: Para os curiosos...

''Eu sou chata, vivo de paranóias e tenho ciúme de tudo. Me aceite quem quiser.''

Post 29: Carta a quem lê o blog

Obrigada por avaliarem o Blog! :D*
Podem não gostar, podem gostar... apenas digo obrigada por lerem ! :)

Boas férias!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

terça-feira, 27 de março de 2012

Post 27: Tenho uma segunda oportunidade?

As escolhas que temos ao longo da vida muda conforme aquilo que sentimos, como nos expressamos e aquilo que realmente queremos.
Escolher e errar é normal. Ninguém, repito, ninguém é perfeito. Todos erramos, todos falhamos, mas... 
Só se comente o mesmo erro pela segunda vez, porque não se aprendeu á primeira. Falo disso porque sei, porque errei tanto á primeira como á segunda. Ao longo da vida vou errar milhares de vezes. Não sou perfeita e não sou diferente dos outros. Até sou, mas não em relação à perfeição.
Apesar disso, os erros de cada um não me compete avalia-los. Sou um humano imperfeito, o que poderia eu fazer? 
Errei, erramos.
« Tenho uma segunda oportunidade?»
«... Não... »
sò tens uma vida, e uma só oportunidade...
Erra e corrige os teus erros. Se... for possível.

terça-feira, 20 de março de 2012

Post 26: completamente (errado)

Não, é complentamente diferente. Desta vez já não sou uma opção, sou apenas uma carta fora do baralho. Aprende com os erros. Não podes voltar atrás.

sábado, 25 de fevereiro de 2012

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Post 24: (Há procura d)a Perfeição

Aquilo que estás a sentir neste momento. Queres alguem e gostas dessa pessoa, e não és correspondido. Eu senti-me assim quando gostava de ti. Não tenho pena de ti, sabias o que sentia só não quiseste porque estás à procura da mulher perfeita.
Mulher perfeita não é possivel! Nem eu, nem tu, nem ninguem o é.
Tens de parar e escolher, pára e vê o que estás a fazer, no que estás a tornar-te! Assim é que não vais encontrar ninguém! Muda! Faz como eu e esquece!
Mas nos momentos mais dificeís que estás agora a passar, quem está lá para te ajudar? È ela, ou a outra? Não Era eu que lá estava... Ainda achas que elas são dignas de ter? Nem te ajudam quando mais precisam...

Pensa... Mas agora, é tarde de mais. :)*